Por que criar um Marketplace? A melhor estratégia para expandir seu negócio

Por: Equipe Ideia no ar . Publicado em:10/07/2018

Negócio digital

Você é empresário e quer expandir seu negócio para um modelo mais digital e escalável, mas ainda tem dúvidas sobre qual a melhor forma de fazer esse movimento do offline para o online? Então não se preocupe, vou te ajudar com isso apresentando alguns fatos que apontam a tendência de evolução do e-commerce para o modelo marketplace.

Ainda não sabe o que é um Marketplace? Então leia este artigo aqui antes de avançar.

.

O e-commerce evoluiu para Marketplace

Você já observou que o varejo online evolui para o modelo marketplace? Isso mesmo, as grandes varejistas como Americanas.com, Submarino, Wal Mart, entre outras,  já entenderam que o grande valor que entregam para seus clientes não são os produtos que oferecem. O que elas realmente entregam é a conveniência, a curadoria dos produtos disponíveis e a avaliação dos melhores lojistas/fornecedores. Ou seja, entregam a garantia de uma ótima experiência de compra.

Quer ver isso acontecendo na prática? Eu acabei de acessar o site da Submarino e busquei por teclado sem fio de uma marca específica. Perceba alguns fatores:

  1. A primeira coisa que me chamou atenção é que existem produtos semelhantes (mudando somente o modelo) com diferenças de preço consideráveis.

porque-marketplace1-min

 

Para os compradores, vale muito a pena acessar um site como esse! Além de encontrar diferentes opções do mesmo produto, ele consegue comparar os melhores preços ali mesmo.

  1. Quando eu seleciono o primeiro ou o segundo produto, observo que quem está vendendo cada um deles é um vendedor diferente (informação acima do preço).

porque marketplace 2

porque-marketplace2.1-min

Ou seja, os produtos são vendidos por outras empresas. Isso mesmo! Não é o próprio Submarino que vende este produto, neste caso o Submarino apenas o entrega. O benefício para o marketplace é claro: nada de gastos com estoque.

  1. Ainda assim, a vantagem para o marketplace vai além do simples fato de não precisar ter  estoque de produtos – o que já é uma grande vantagem. Quando eu clico no nome do vendedor eu tenho acesso a mais detalhes sobre a credibilidade deste fornecedor.

porque marketplace 4

Ainda não satisfeito eu vou atrás de saber mais sobre esse vendedor e acesso o site (e-commerce/loja virtual) dele. Lá eu busco pelo mesmo produto que eles vendem através do marketplace da Submarino. E pra minha surpresa, descubro que o produto está indisponível na loja virtual, mas disponível no marketplace.

porque-marketplace4-min

A razão mais comum para isso acontecer deve-se à loja estar tendo muito mais resultados vendendo através do marketplace do que pela sua própria loja virtual. Por isso, acabou não atualizando as informações de estoque no seu e-commerce.

Mas não é difícil imaginar por que que o marketplace gera tantas vendas para essa empresa. Quando eu busco pelo mesmo produto no Google olha quem aparece na primeira página – Anúncios do Submarino e, na busca orgânica, resultados de um dos mais famosos marketplaces – o Mercado Livre. Nas 3 primeira páginas de resultados de busca não encontrei o site e-commerce (loja virtual) do vendedor que estamos analisando.

porque-marketplace3-min (1)

Competir com o investimento de marketing que um marketplace tem é injusto com qualquer loja virtual de pequeno ou médio porte. Consequentemente, para o comprador, o primeiro nome que virá em sua mente quando quiser realizar uma compra será o de um marketplace.


Percebeu como hoje em dia não faz mais sentido ter uma loja virtual (e-commerce) para vender apenas seus produtos?

O único caso onde ainda vejo valer a pena criar um e-commerce – sua própria loja virtual – é quando o produto vendido é de um nicho muito específico; ou caso você esteja disposto a investir muito em marketing digital (muito mesmo).

.

A oportunidade está em Marketplace de Serviços

Se a tendência de migrar lojas virtuais para o modelo marketplace já é uma realidade no varejo de produtos, quem está empreendendo no segmento de serviços ainda tem a oportunidade de aproveitar o início dessa onda.

Grande parte das empresas de serviços ainda não vendem através da internet. A contratação de serviços ainda depende muito de indicações e da credibilidade oferecida pelo próprio prestador de serviço.

Apesar disso, observamos que, cada vez mais, empresas de serviço estão investindo em marketing digital para atrair novos clientes. Fazem isso através de ações nas redes sociais e anúncios patrocinados. Entretanto, em geral, o investimento em marketing digital ainda é baixo e sem uma estratégia bem definida – gerando resultados frustrantes para muitas delas.

Aí está uma grande oportunidade! Para deixar mais claro por que expandir uma empresa de prestação de serviços através do modelo marketplace, vou ilustrar um cenário que alguns de vocês já devem ter vivenciado.

Imagine que você irá mudar de casa e precisa contratar uma empresa de mudanças. Seu primeiro impulso é buscar por empresas que prestam esse tipo de serviço no Google, certo? Pois bem, vou simular esse passo a passo para você entenderem como o mercado está organizado (ou não).

Quando eu busco por “empresas de mudanças curitiba” no Google, observe o resultado:

porque marketplace 7

Você percebe como existem várias empresas que oferecem esse serviço aparecendo como resultados da busca?

Entretanto, se eu quisesse saber o preço e a disponibilidade de cada uma delas antes de fazer minha escolha, eu teria que entrar em contato uma a uma. Só esse processo já envolveria pelo menos 5 passos: acessar o site, entrar em contato (telefone, e-mail ou formulário de contato no site), aguardar a resposta, negociar condições e contratar o serviço. Contando que tudo isso seria multiplicado pelo número de empresas que teria que orçar – no mínimo 3 para ter uma ideia dos preços do mercado – e levando em consideração o risco de passar dias esperando uma resposta, ou da empresa não ter disponibilidade, ou mesmo do orçamento estar acima das suas possibilidades, a experiência do consumidor se torna, no mínimo, dolorosa.

Agora eu te pergunto, por que não existir uma plataforma de marketplace que agrupe as principais empresas que prestam o serviço de mudança em um mesmo site?

E o melhor, com a opção de, em apenas um clique, entrar em contato direto com a empresa escolhida, ou mesmo enviar o pedido de orçamento para todas elas simultaneamente? Uma plataforma que o permita ver comentários e avaliações de que já contratou os serviços –  se tornando fácil verificar quais são realmente confiáveis.

E se você pudesse consultar na hora a disponibilidade de agenda dessas empresas? Melhor ainda, certo? Sem contar com a conveniência de pagar de forma online.

Tudo isso já é possível e está pronto para quem quiser abraçar essa oportunidade de negócio! Veja abaixo o  vídeo demonstrativo da plataforma do Ideia no Ar que permite que nossos clientes criem seus próprios Marketplaces de prestadores de serviço, customizando com a identidade visual de cada um deles.

botao-demonstracao-min

.

E se eu te contar que não é apenas no mercado de mudanças que existem oportunidades como essa que acabei de te apresentar? Pois é, alguns dos nossos clientes já visualizaram oportunidades no mercado de beleza, turismo e até mesmo em mercados bem nichados como o de containers.  

O Marketplace facilita (e monetiza) o que você já está fazendo

Como pudemos ver, empresários que já atuam em diferentes mercados e desejam expandir ainda mais seus negócios estão migrando para o modelo Marketplace por conseguirem:

  1. Ganhar dinheiro com indicações de fornecedores para seus atuais clientes;

O marketplace de serviços permite que qualquer prestador de serviços indique parceiros de negócio e consiga facilmente cobrar uma comissão pela indicação através da sua plataforma digital.

2. Transformar sua rede de contatos em ativos financeiros para a empresa;

Todo profissional que possui uma ampla rede de contatos pode fazer dinheiro com suas conexões. Seja por estarmos com a agenda lotada ou não oferecermos aquele serviço que está sendo procurado, acabamos sempre oferecendo recomendações de outros profissionais. Todavia, essas recomendações poderiam ser feitas de maneira muito mais organizada e efetiva se seus contatos e parceiros estivessem organizados em uma Plataforma de Marketplace. Além disso, você poderá cobrar um percentual em cima de cada pedido efetuado – é o que eu chamo de parar de deixar dinheiro na mesa.

3. Expandir sem precisar investir em estrutura e equipe;

Em geral, empresas prestadoras de serviço têm dois modelos principais de crescimento. Ou crescem aumentando a capacidade de atendimento, através da contratação de mais pessoas. Ou expandem sua área de atuação através de uma nova sede, filial ou representação comercial. O grande problema desses caminhos é o investimento que precisa ser feito para que eles se concretizem – o risco de investir em uma estratégia que não dê certo é muito grande.

Uma outra alternativa é utilizar toda a tecnologia disponível nos dias de hoje para crescer nossos negócios. Quando uma empresa opta por expandir suas atividades utilizando uma estratégia de Marketplace de Serviços, ela pode continuar atendendo off-line e começar a gerar uma maior demanda através de ações de marketing digital.

Essa demanda gerada muitas vezes supera a capacidade de atendimento da empresa. E, nesse momento, é a hora de aumentar a oferta de prestadores de serviço. Você então poderá começar a cadastrar prestadores da sua confiança na plataforma. A empresa que opta por essa estratégia ganha um percentual em cima de cada indicação ou com mensalidades para que esses prestadores de serviço divulguem seu trabalho em sua plataforma de marketplace. Uma expansão muito mais gradual, pé no chão e focada em resultado durante todo o processo.

Descubra no Infográfico que preparamos outros benefícios de expandir o seu negócio com uma Plataforma de Marketplace:

porque-marketplace-BENEFICIOS-infografico

Por que criar um Marketplace faz sentido?

Dentre as várias possibilidades e formas de se fazer e-commerce o modelo Marketplace tem se mostrado a maneira mais efetiva. No varejo online, ele já é uma realidade e representa 18% de todo o faturamento do comércio eletrônico (segundo relatório da E-bit, 2018) . No mercado de serviços, algumas poucas empresas já perceberam as oportunidades e começaram a organizar a oferta de prestadores de serviço e estão lucrando muito com um investimento consideravelmente baixo.Para o usuário, quem compra/aluga/contrata, sempre é mais vantajoso buscar em um marketplace. Nessas plataformas podemos encontrar uma oferta de produtos/serviços diversificada, garantir a confiabilidade através de avaliações de outros compradores e da curadoria/seleção feita pelo próprio marketplace.

Está interessado em avaliar se sua empresa pode se tornar um marketplace? Clique aqui para conversar com um dos nossos consultores.

Botao_capitulo5

Equipe Ideia no ar

Publicado por:

Equipe Ideia no ar

Veja também

Acompanhe nossos materiais e conteúdos, para aprender tudo sobre como criar seu próprio marketplace de nicho, seja para escalar sua empresa ou monetizar sua base de vendedores e clientes.